A fabricação da alteridade nos museus da América Latina: representações ameríndias e circulação dos objetos etnográficos do século XIX ao XXI

Resumo
KOK, GLÓRIA. A fabricação da alteridade nos museus da América Latina: representações ameríndias e circulação dos objetos etnográficos do século XIX ao XXI. An. mus. paul. [online]. 2018, vol.26, e06d1. Epub 18-Jun-2018. ISSN 0101-4714. http://dx.doi.org/10.1590/1982-02672018v26e06d1.

Este artigo lança luz sobre representações ameríndias elaboradas em museus e baseadas em objetos, que reificaram certas imagens em circulação até os dias de hoje. Se, no século XIX, os habitantes da América eram representados como extintos, em vias de extinção ou com sinais visíveis de degenerescência, no século XXI, numa reviravolta histórica, os povos ameríndios criaram suas próprias representações e objetos, apropriando-se dos museus como espaços de mobilização pelos direitos e de reconstrução de suas próprias trajetórias, lutas, memórias e identidades.

Palavras-chave : Ameríndios; Representações; Museus; Objetos etnográficos; Museus indígenas.